Sinais que demonstram falta de vitamina C no organismo

vitamina cVocê já ouviu falar em escorbuto? Caso a resposta seja negativa, saiba que o escorbuto é uma doença diretamente relacionada com a deficiência de vitamina C. A doença era bem comum nos séculos XVII e XVIII, principalmente entre os marinheiros que realizavam longas viagens e não possuíam formas de suprir a demanda por vitamina C.

Embora seja considerada uma doença rara, a deficiência grave de vitamina C, ainda é vista em idosos que vivem sós, indigentes, alcoólotras e indivíduos com dietas muito restritivas, além de lactentes.

Principais sintomas do escorbuto

Um dos principais sintomas da enfermidade é um mal-estar, letargia e enfraquecimento muscular e ósseo. Alguns especialistas em nutrição consideram o escorbuto uma manifestação de acidose extrema ou baixo pH. Essa condição dá origem a muitas outras doenças, até mesmo o câncer.

Outros sinais importantes que devem ser analisados são:

– Falta de energia e/ou depressão.

– Sangramento gengival, dentes soltos, ou gengivite.

– Mudanças de humor rápidas e irritabilidade podem ser sinais precoces de escorbuto.

– Dor nas articulações. Às vezes, o escorbuto chega a um ponto em que ocorre a hemorragia no interior das articulações, causando dor grave.

– A anemia é mais um sinal de possível deficiência de vitamina C.

A maioria dos animais pode criar sua própria vitamina C. É por isso que eles podem se recuperar da doença rapidamente. O problema é que nós, humanos, não possuímos esse gene interno envolvido na fabricação desta vitamina.

O remédio é simples. Manter bons hábitos alimentares e introduzir mais fontes alimentares de vitamina C no seu dia a dia, como caju, pimentão, couve, kiwi e brócolis.

Importante: procure um especialista de saúde antes de tomar qualquer medida para o tratamento e/ou prevenção relacionados à deficiência de vitamina C.

Referências  saúde.gov
                 natural news

Os dados divulgados acima são apenas informativos e não têm o objetivo de proporcionar orientação médica. Os autores deste blog e o site Líbero Alimentos não se responsabilizam por quaisquer consequências possíveis oriundas de tratamento, procedimento, exercício, modificação alimentar, ação ou aplicação de medicação resultante da leitura ou aplicação das informações aqui contidas. As informações fornecidas não são individualizadas. Portanto, Antes de se submeter a qualquer tratamento, o leitor deve procurar atendimento médico ou de outro profissional da área da saúde.

Comente com sua conta do Facebook

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here