Saiba como manter seu cérebro saudável

Ser inteligente não depende somente das horas de estudo ou do tipo de educação que você recebeu. Inteligência, está ligada intimamente com os tipos de alimentos que todos nós consumimos. Para se ter uma ideia, a falta de algumas substâncias no cérebro pode prejudicar o desenvolvimento intelectual de uma pessoa – e muitas vezes o problema pode ser irreversível.

Será que você está recebendo os nutrientes certos para manter seu cérebro saudável e também melhorar a sua memória? Veja nesse guia rápido as soluções alimentares para a saúde mental, desde o pré-natal até a fase adulta. Confira!  

Pré-natal

Peixe – As mulheres que comem peixes gordurosos, como o salmão, durante o terceiro trimestre de gravidez, têm bebês que tendem a possuir melhor desempenho em tarefas cognitivas. Pesquisadores acreditam que o ômega-3 (ácido graxos) presente nos peixes, é essencial durante esse período de tempo para construir os neurônios e suas conexões.

Solução: coma salmão e outros peixes gordos. Ovos e iogurte também são recomendados.

Infância/Bebês

Adicione Ferro – Os bebês, já consumiram todo o estoque de ferro obtidos na barriga da mãe, quando estão com 5 ou 6 meses de vida. É neste momento que eles precisam obter ferro dos alimentos ou suplementos para apoiar o desenvolvimento do cérebro.

Solução: cereais enriquecidos com ferro.

Criança / Adolescente

Combustível pela manhã – Crianças em idade escolar devem começar o dia com alimentos de baixo índice glicêmico no café da manhã.

Solução: cereais, aveia ou farelo de trigo integral.

Adulto

Mais ferro – Segundo pesquisas, 10% das mulheres no mundo estão anêmicas. Novos estudos mostram que, mesmo uma ligeira deficiência de ferro pode afetar o aprendizado, a memória e atenção das pessoas. Felizmente, restaurar os níveis de ferro influencia positivamente na função cognitiva.

Solução: folhas verdes escuras, feijão, carne ou soja.

Idoso

Coma antioxidantes – As pessoas mais velhas que estão acostumadas a ingerir frutas coloridas e verduras, têm um declínio cognitivo menor do que aqueles que não o fazem; Os antioxidantes presentes nestes tipos de alimentos, podem afastar os radicais livres e proteger os neurônios de alguns danos.

Solução: frutas, verduras e açafrão (contém curcumina).

Observação: Nos dois primeiros anos de vida, o cérebro de um bebê chega a 80% do seu tamanho adulto. Atenção redobrada nesta fase da vida.

Referência Eating Well

Até a próxima!

Os dados divulgados acima são apenas informativos e não têm o objetivo de proporcionar orientação médica. Os autores deste blog e o site Líbero Alimentos não se responsabilizam por quaisquer consequências possíveis oriundas de tratamento, procedimento, exercício, modificação alimentar, ação ou aplicação de medicação resultante da leitura ou aplicação das informações aqui contidas. As informações fornecidas não são individualizadas. Portanto, Antes de se submeter a qualquer tratamento, o leitor deve procurar atendimento médico ou de outro profissional da área da saúde.

Comente com sua conta do Facebook

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here