Alimentos sem açúcar também podem engordar!

Se você está acostumado a consumir produtos diets ou sem açúcar para tentar emagrecer, talvez deva mudar este hábito alimentar. E a resposta para tal mudança está em um dos ingredientes presente na maioria dos produtos industrializados que não contêm açúcar: o aspartame.  

Sendo 200 vezes mais doce que o açúcar, o aspartame parece ser a resposta perfeita para a dieta, uma vez que contém apenas algumas calorias e mantém o sabor doce do açúcar.

Porém, uma pesquisa recente, revelou que o aspartame pode aumentar o risco de ganhar peso. Infelizmente, a fenilalanina e o ácido aspártico, os principais componentes do aspartame, desencadeiam a liberação de insulina e leptinas, hormônios que estimulam o armazenamento de gordura corporal.

Entre um produto que contenha na embalagem, “sem açúcar” ou “baixo teor de açúcar”, de preferência a segunda opção.

O que é aspartame?

Presente em mais de 6000 produtos e consumido por 250 milhões de pessoas ao redor do mundo, o aspartame ainda é um mistério para a maioria dos consumidores.

Basicamente, todos os produtos industrializados que vêm com a indicação “sem açúcar”, contêm como um dos seus ingredientes o aspartame. Tal substância foi criada em 1965 pela empresa norte americana Monsanto e desde 1981 vêm sendo utilizado para substituir o açúcar nos produtos denominados “diets” ou “sem açúcar”.

A grande discussão em torno deste aditivo alimentar é: Será que o aspartame é prejudicial à saúde?  

Algumas pesquisas realizadas em animais, indicam que o aspartame pode ser prejudicial à saúde dos seres humanos. Dores de cabeça, enxaquecas, tonturas, tumores, câncer são alguns dos problemas que, segundo as pesquisas, podem afetar as pessoas.

Por outro lado, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) indica em sua página na internet que o consumo de aspartame é totalmente seguro e que não existem indicações de risco à saúde.

Produtos com aspartame

Os principais produtos que contêm aspartame são:

– Os refrigerantes diet
– Os Iogurtes
– A goma de mascar
– Molhos Cozinha
– As batatas fritas
– Os adoçantes de mesa
– Os energéticos
– Água com sabor
– Produtos livres de açúcar
– Cereais.

Leia o rótulo de todos os produtos que você compra. E se você achar que algum ingrediente deste alimento pode ser prejudicial para sua saúde, não o consuma.

Fonte Natural News

Até a próxima!

Comente com sua conta do Facebook

2 COMENTÁRIOS

  1. Comentei com um endocrinologista sobre pesquisas feitas em ratos que teriam indicado malefícios do aspartame e ele me comentou o seguinte: no homem não teria o mesmo efeito devido à diferença de massa em relação às cobaias utilizadas. Para causar dano, alguém teria de ingerir adoçante com aspartame em uma quantidade monstruosa. Ainda estou pesquisando melhor sobre isso para colocar no meu site http://www.vidacuriosa.blogspot. com. Vi na Internet um site que seria da Anvisa e que desmente os malefícios do aspartame. Mas, hoje em dia, já não consigo acreditar em mais nada. Há cientistas que ganham incentivo para apresentar estudos que isentem produtos maléficos que são vendidos por empresas. Já vi notícias sobre benefícios da cerveja no orgnanismo humano…

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here