Por que o álcool faz engordar?

Existem muitos fatores que afetam a perda de peso, tornando o processo mais complicado do que parece. Emagrecer não está relacionado apenas com a quantidade de calorias, mas também com os tipos de alimentos e bebidas ingeridos. O álcool é um dos principais vilões quando se trata de inibir a perda de peso, porque perturba o delicado equilíbrio de fluídos, nutrição e hormônios necessários para perder gordura.

O álcool aumenta o cortisol, um hormônio que retém gordura

O organismo produz diferentes hormônios em resposta a diferentes tipos de alimentos e / ou bebidas.

Beber muito ou mesmo, ocasionalmente, aumenta a liberação de cortisol no corpo – o hormônio que retém gordura. Além disso, o álcool provoca uma queda dos níveis de testosterona nos homens que é um hormônio que ajuda a queimar gordura. Tais fatores podem significar uma desaceleração grande no próprio metabolismo, tornando mais fácil ganhar peso.

O álcool também bloqueia o corpo de queimar gordura. Uma pesquisa publicada no American Journal of Clinical Nutrition(Revista America para Nutrição Clínica) relatou que o metabolismo da gordura pode ser reduzido em até 73% depois de apenas duas doses de vodka com limão em um período de uma hora. O corpo precisa estar bem hidratado, a fim de queimar gordura. O álcool tem o efeito de desidratação do corpo.

Alimentação irresponsável

Beber muitas vezes coloca a pessoa em um clima de festa descontraída, o que torna mais fácil comer lanches, batatas fritas e outros alimentos não saudáveis.

O álcool é um poderoso aperitivo, ele faz com que o cérebro libere a dopamina, o hormônio do prazer e da dependência, o resultado é um desejo muitas vezes viciante para ingerir mais álcool e alimentos. Isto significa que você pode ser atingido com um golpe duplo quando se trata de ganhar peso: o resultado do apetite estimulado, provoca o excesso de calorias provenientes tanto do álcool quanto do alimento.

Simplificando, se você está de dieta ou quer perder peso, indica-se não beber álcool.

Fonte Natural News

          American Journal of Clinical Nutrition

Até a próxima!

Comente com sua conta do Facebook

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here