Cuidado com a doença silenciosa!

diabetesA doença silenciosa! Assim é denominado o Diabetes que segundo dados da Federação Internacional de Diabetes, afeta 366 milhões de pessoas no mundo, sendo 7,6 milhões somente no Brasil (5,8% da população).

O Diabetes realmente pode ser considerado silencioso. Metades das pessoas com este problema desconhecem padecer da doença, consequentemente o individuo não o controla e nem trata.

Infelizmente em alguns casos, esta falta de informação pode levar a resultados desastrosos. Tal como demonstram as estatísticas: o Diabetes é a primeira causa de cegueira não traumática no mundo, resulta um dos principais motivos de amputações de membros inferiores por complicações do pé diabético e é fator causador de arteriosclerose, que tem como consequência, o infarto do miocárdio.

Será que tenho diabetes?

Checar os níveis de glicose no sangue – Um simples exame de rotina evitaria muitas dores de cabeça, uma vez que o Diabetes é produzido por uma alteração no seu metabolismo. O açúcar é a principal fonte de energia do corpo, porém, é mal utilizado, quando há um defeito total ou parcial da insulina, o hormônio produzido pelo pâncreas, que controla o metabolismo da glicose. De maneira silenciosa e persistente, este excesso de açúcar no sangue mina o organismo e pode levar aos graves problemas.

O monitoramento da glicose é a melhor maneira de descobrir qual o seu nível de açúcar no sangue. Aprenda a reconhecer os sintomas de hiperglicemia (glicose alta no sangue) e hipoglicemia (baixa glicose no sangue).

Sintomas de hiperglicemia (Diabetes)

– Aumento da sede
– Maior volume urinário
– Náuseas

Os sintomas de hipoglicemia

– Sensação de tontura ou confusão
– Transpiração
– Sensação de fome
– Mudança de humor repentina

Ao persistirem os níveis hiperglicêmicos, torna-se essencial procurar um serviço de saúde, podendo caracterizar-se por quadros patológicos, como a Diabetes.

Como evitar o Diabetes

insulina
Aplicação de Insulina. Cuidado, não chegue a este ponto.

Espalhe a carga de carboidratos ao longo do dia – não consuma grandes quantidades de carboidratos de uma só vez – isto ajuda a minimizar os picos de açúcar no sangue.

Combine carboidrato com proteína e algumas gorduras insaturadas benéficas – Tanto a gordura quanto a proteína diminuem a absorção de carboidratos e, portanto, ajudam a evitar picos e quedas abruptas nos níveis de açúcar no sangue após uma refeição rica em carboidratos.

Mova-se – é claro que os exercícios não poderiam ficar de fora. O exercício pode melhorar o controle de açúcar no sangue, elevar o nível de HDL (bom colesterol), melhorar a aptidão cardiovascular e fazer com que você emagreça. Portanto, saia da frente do computador e pule do sofá e vá exercitar-se.

Procure um médico – é a principal dica!

Conclusão, tome muito cuidado. Se você possui antecedentes familiares da doença, hipertensão, obesidade, níveis elevados de colesterol, convém procurar um profissional de saúde e realizar exames o quanto antes.

Fonte Diabetes;  Agência Brasil;  Health Castle

Os dados divulgados acima são apenas informativos e não têm o objetivo de proporcionar orientação médica. Os autores deste blog e o site Líbero Alimentos não se responsabilizam por quaisquer consequências possíveis oriundas de tratamento, procedimento, exercício, modificação alimentar, ação ou aplicação de medicação resultante da leitura ou aplicação das informações aqui contidas. As informações fornecidas não são individualizadas. Portanto, antes de se submeter a qualquer tratamento, o leitor deve procurar atendimento médico ou de outro profissional da área da saúde.

Comente com sua conta do Facebook

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here