“O pão nosso de cada dia”. Tem cabelo?

pão - liberoalimentos  É isso mesmo que você viu, o pão que nós consumimos quase diariamente (frânces, de forma, integral, entre outros) contém um aminoácido chamado cisteína que é extraído de uma fonte de proteína barata e abundantemente natural: o cabelo humano.

 

  A cisteína é um aminoácido adicionado a muitos alimentos assados ​​a fim de acelerar o processamento industrial e reduzir o tempo de mistura da massa e da farinha.

 

Clique em Curtir na Fan Box ao lado  –>>

Clique aqui e nos Siga no Twitter

 

  A cisteína pode ser sintetizada diretamente em laboratório. Porém a fonte mais barata continua sendo o cabelo humano. Outras fontes de cisteína incluem penas de galinha, penas de pato, chifres de vaca e derivados de petróleo.

 

Onde encontramos a cisteína

  Geralmente você encontra a cisteína em todos os tipos de massas, pão frânces, de forma, croissants, alguns biscoitos e torradas. Ela também pode ser usada como suplementos dietéticos.

 

  As mulheres que estão lendo este post provavelmente se identificaram com o nome cisteína, tudo porque esta substância é utilizada em alguns produtos para fazer escova progressiva. A cisteína é responsável pela forma e pela força do fio de cabelo

 

  A cisteína é fabricada apenas no Japão, China e Alemanha. Um fornecedor líder deste aminoácido, relatou em fevereiro de 2011 que “as penas de pato e o cabelo humano”, foram as principais fontes para a fabricação da substância.

 

   Alimentos perigosos que você nem desconfia

 

  Alguns relatórios sugerem que países da União Europeia estão pensando em proibir o uso de cistéina de cabelo humano em produtos alimentícios. Nos EUA e Brasil por enquanto não há pressão de consumidores para proibir o uso.

 

  

  Da próxima vez que você for comprar uma pão na padaria ou um pão de forma lembre-se, uma das fontes para aquele produto estar pronto é o cabelo.

 

  Mas não se preocupe, continue comendo pão. Eu vou continuar! São estes segredos que fazem o mundo da alimentação e da gastronomia serem tão fantásticos.   

 

Fonte Albalagh   Scielo

 

Até a próxima!

Comente com sua conta do Facebook

1 COMENTÁRIO

  1. Gente estou bege, estou vendo um programa aqui similar ao nosso globo reporter, e fiquei sem entender; como assim cabelo no pao, sim criaturas comemos pao com cabelo.Ai fui procurar no google,ne? Leiam esta materia…

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here