Mel: alternativa saudável para o açúcar

mel01
Não há nada no mundo parecido com mel. Por milhares de anos, o mel tem sido utilizado em todo o mundo e em quase todas as culturas. Os antigos egípcios, por exemplo, utilizavam este delicioso alimento como uma forma de moeda, e misturavam-no com os vinhos para oferecer aos deuses.

A maioria das pessoas têm usado o mel para adoçar alimentos e bebidas, mas poucos sabem que ele é um poderoso alimento que traz muitos benefícios para a saúde.

Confira logo abaixo, como o mel pode colaborar com sua vida.

Estimula o sistema imunológico – o mel é carregado com vitaminas, minerais, e enzimas que protegem o corpo das bactérias e estimulam o sistema imunológico. Os sintomas do resfriado e da gripe, tais como tosse, dores de garganta e congestão também são evitados, quando tratados com mel.

Fonte de energia – os açúcares naturais presentes no mel fornecem uma fonte saudável de calorias e de energia para o corpo.

Alternativa saudável para o açúcar – enquanto o açúcar refinado é realmente prejudicial para a sua saúde, a natureza oferece o mel como uma alternativa para nutrir o corpo e promover a boa saúde. Caloricamente, 1 colher de sopa de mel contém 64 calorias (comparado com 46 calorias para a mesma quantidade de açúcar).

Bom para o coração – Misturar mel com canela ajuda a revitalizar as artérias e veias do coração e reduzir o colesterol no sangue em até 10%.

Ajuda na perda de peso – beber água morna com limão e mel logo pela manhã, é o componente principal de um programa de desintoxicação do organismo. Fazer isso diariamente é uma das melhores maneiras de limpar o fígado, eliminar toxinas e liberar a gordura do corpo.

mel02

Propriedades Antibacterianas – Estudos têm demonstrado a capacidade de alguns tipos de mel para inibir o crescimento de perigosas bactérias resistentes aos antibióticos. Primeiro, os açúcares no mel sugam a umidade, o que ajuda a inibir o crescimento bacteriano. Além disso, méis com forte atividade antibacteriana contêm compostos que são conhecidos por serem tóxicos para bactérias.

Regulação do açúcar no sangue – o mel contém açúcares simples, que não é o mesmo tipo do açúcar branco ou adoçante artificial. Sua combinação exata de frutose e glicose, na verdade, ajuda o corpo a regular os níveis de açúcar no sangue.

Redução de úlceras e outras doenças gastrointestinais – pesquisas recentes mostram que o tratamento com mel pode ajudar no combate a doenças como úlceras e gastroenterite bacteriana.

Vômito de Abelha?

O mel nada mais é do que isso. O néctar é transportado para o sistema digestivo das abelhas, onde é misturado a enzimas que convertem seu açúcar em glicose e frutose. Posteriormente, ele se transforma em mel e é regurgitado pelas abelhas. É esse o produto final que consumimos. (Fonte: Revista Galileu)

Como escolher o melhor mel?

Mel não pasteurizado, aquele mais escuro, contém vários fitonutrientes que possuem propriedades anticâncer. No entanto, o processamento e calor aplicado durante a pasteurização destrói a maioria destes fitonutrientes. Um estudo de 2009 da Revista da Agricultura Química constatou que méis mais escuros como o trigo mourisco, mirtilo, manuka, ou de eucalipto apresentam níveis mais elevados de antioxidantes do que as amostras de cor clara. Portanto, se for escolher um mel, que seja mais escuro.

Cuidados: de uma perspectiva de segurança alimentar, pessoas menores de um ano de idade não devem consumir mel em razão do risco de botulismo infantil.

 

Comente com sua conta do Facebook

Deixe uma resposta

Please enter your comment!
Please enter your name here